Como captar e armazenar a água da chuva de forma segura

03 abril 2018 / By admin

A cada dia, vemos mais notícias sobre quedas nos sistemas de abastecimento hídrico, racionamento de água, escassez de chuvas e outros problemas. Por isso, é cada vez mais importante pensarmos em soluções para driblar a dificuldade e economizar esse líquido tão essencial.

Uma delas é o reaproveitamento da água da chuva, medida prática e sustentável que pode ser feita na sua própria casa. Para isso, a utilização de cisternas é uma das melhores e mais eficazes alternativas. Elas estão disponíveis em vários modelos, formatos e tamanhos, possuem baixo custo e são de fácil instalação.

A cisterna funciona da seguinte maneira: a água da chuva é levada pelas calhas a um filtro, que elimina mecanicamente impurezas, como folhas ou pedaços de galhos. Um freio d’água impede que a entrada de água na cisterna agite seu conteúdo e suspenda partículas sólidas depositadas no fundo.

Por ser proveniente da chuva, a água obtida não é considerada potável e não deve ser usada para consumo humano, já que pode conter desde partículas de poeira e fuligem, até sulfato, amônio e nitrato. Ainda assim, pode ser usada nas tarefas domésticas que mais consomem água, como irrigar plantas, lavar a calçada, o carro e até no vaso sanitário.

Entre os principais cuidados que devem ser tomados estão a limpeza periódica do sistema, manter a cisterna bem fechada e evitar recolher as primeiras águas da chuva, pois podem conter sujeiras do telhado. Para isso, deve ser instalado um dispositivo que permita desviar as primeiras águas.