Quais os tipos de madeira para telhado mais usados

18 maio 2018 / By admin

Ao iniciarmos uma reforma ou construção, lidamos com diversas dúvidas sobre quais materiais adquirir. A madeira para o telhado é um exemplo disso. Sendo uma das partes mais caras da execução do projeto, é preciso que essa escolha seja feita com todo cuidado.

Além da questão estética, é necessário considerar as vantagens e desvantagens de cada modelo dentro da sua função. O que deve ser feito é avaliar o que você busca na sua obra e então conversar com profissionais adequados para decidirem juntos quais técnicas e materiais são mais indicados.

Porém, existem alguns tipos de madeira mais utilizados para a sustentação, devido às características que apresentam e, por isso, vale a pena conhecer alguns deles.

Angelim – Essa madeira é mais utilizada na fabricação de portas e janelas, mas pode ser aplicada também na construção de telhados. É leve e não sofre deterioração com o ataque dos cupins.

Peroba — Possui alta resistência para suportar todo o peso das telhas que uma estrutura precisa. Sua utilização diminuiu por se tratar de um tipo de madeira “nobre”, o que eleva o valor de venda e compra.

Pinus — É uma madeira com um bom perfil ecológico, por ser de reflorestamento. Quando tratada adequadamente em autoclave, é muito competitiva no mercado e oferece vantagens exclusivas, como a facilidade de manuseio e de fixação (não é necessário realizar a pré furação para os parafusos), o que a torna uma excelente opção dentre os tipos de madeira para telhado mais usados.

Eucalipto — Também é um dos tipos de madeira de reflorestamento. Ela pode ser usada seguramente na construção de telhados, mas exige alguns cuidados por ser passível de rachaduras. É um dos tipos mais suscetíveis ao ataque de cupins

Como os tipos são variados, o importante é manter em mente ideias básicas, como comprar madeira legalmente certificada, que sejam resistentes e não propensas a fungos e a cupins. Quando essas premissas são levadas em consideração, as chances de deslocamento e outros contratempos diminuem consideravelmente.